deputadosA Câmara dos Deputados gastou em bilhetes aéreos para os deputados federais R$ 47.563.307,55 de março de 2016 até o mesmo mês deste ano. Os dados constam do Controle Cidadão, ferramenta utilizada pela Casa para monitorar os gastos com a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar.

O ato 43/2009 da Câmara, que regulamenta a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, permite que funcionários do gabinete utilizem as passagens dos deputados, sem limite de pessoas. Não é, no entanto, usual que tantos secretários parlamentares façam uso do serviço.

“Esses penduricalhos surgiram em uma época que os deputados reclamaram que o salário estava baixo. Essas verbas foram aumentadas de forma generosa. Os salários, à época, não foram aumentados, mas essas verbas passaram despercebidas”, afirma o secretário-geral da ONG Contas Abertas, Gil Castello Castello Branco. As cotas surgiram em 2001 e, oito anos depois, foram regulamentadas pelo Ato 43/2009 da Câmara. Leia mais no site CONTAS ABERTAS