O senador do Ciro Nogueira (PP-PI) foi citado por quatro delatores da Odebrecht. Ele é alvo de inquérito para apurar crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Ciro Nogueira já foi deputado federal e está no Senado desde 2011. Os delatores afirmaram que ele solicitou repasses financeiros para as duas últimas campanhas e, também, para o partido. Segundo os depoimentos, em 2010, o senador recebeu R$ 300 mil, em valores não declarados.

Em 2014, segundo os delatores, o valor foi de R$ 1,3 milhão. O delator Benedicto Júnior disse que aprovou repasses ao senador: “No ano de 2014 eu fui procurado por um executivo nosso de Brasília com uma demanda do senador Ciro Nogueira basicamente para um apoio financeiro de campanha. O Cláudio fez uma explanação da importância do Ciro em contexto nacional. Eu disse a ele que estava de acordo e aprovei”. (Matéria do Jornal Nacional de 14/04/17)