wdiasportoluiscorreia

DEPOIMENTOS MARCADOS– Um dos 13 réus denunciados por corrupção pelo desvio e prejuízo de R$ 5 milhões nos cofres do Estado do Piauí nomeou o governador Wellington Dias para ser sua testemunha de defesa no escândalo do Porto de Luís Correia.  É o ex-secretário de Transportes do segundo governo de W.Dias, o advogado Alexandre de Castro Nogueira.

A defesa de Alexandre Nogueira tem até a próxima semana para qualificar a testemunha, ou seja, informar que Wellington Dias por ser governador deve ser inquirido em local, dia e horário previamente ajustados com o juiz do caso, o Dr. FLÁVIO EDIANO HISSA MAIA.

O magistrado já marcou vários depoimentos das testemunhas arroladas pelos demais réus.

LISTA DE RÉUS NO CASO: 

ANA JULIA FERNANDEZ SANTOS
PAULO RAYMUNDO BRIGIDO DE OLIVEIRA
IDELMAR GOMES CAVALCANTE
ANDROS RENQUEL MELO GRACIANO DE ALMEIDA
WILSON DO EGITO COELHO FILHO
ANDERSON CASTELO BRANCO LOPES
NORMA MARIA DA COSTA SALES
ALEXANDRE DE CASTRO NOGUEIRA
LUCIANO JOSE LINARD PAES LANDIM
MARLUS FERNANDO DE BRITO MELO
HEITOR GIL CASTELO BRANCO
VIVALDO TAVARES GOMES

Datas, locais e horários dos depoimentos das testemunhas indicadas por cada réu:

1) 26/07/2017, às 8 horas: MÁRCIA COSTA SANTOS (Anderson), HELDER DE SENA BARBOZA, ABDON JOSÉ DE SANTANA MOREIRA, LUIZ RUTÊNIO MOREIRA (Marlus), MAYRON MOURA SOARES (Marlus e Norma), MARCONDDYS SOUSA COSTA (Norma), por videoconferência com a Seção Judiciária do Estado do Piauí;

2) 26/07/2017, às 14 horas: WILSON LINDENBERG DE SOUSA BARROS, MAURO DE MELO TORRES (Norma), WALRIVANY CARVALHO OLIVEIRA (Norma, Andros e Alexandre), DIEGO ALENCAR DA SILVEIRA (Andros e Alexandre) e ISIS KAROLINE ROCHA TORRES DE MACEDO (Andros), por videoconferência com a Seção Judiciária do Estado do Piauí;

3) 27/07/2017, às 8 horas: LAIANA SANTOS SOARES, ANTONIO GILBERTO ALENCAR SANTOS, CONCEIÇÃO DE MARIA DO NASCIMENTO BARBOSA (Alexandre), por videoconferência com a Seção Judiciária do Estado do Piauí;

4) 27/07/2017, às 14 horas: ALBERY BATISTELLA e ADOLFO ROCHA (Alexandre), por videoconferência com a Seção Judiciária do Estado do Maranhão;

5) 28/07/2017, às 9 horas: RODRIGO MENDONÇA DE LIMA, LUIS CLÁUDIO MENEZES DE ANDRADE e MARTINHO CÂNDIDO VELLOSO DOS SANTOS (Wilson), por videoconferência com a Seção Judiciária do Distrito Federal.

 

AÇÃO DE IMPROBIDADE  – Também tramita na Justiça Federal uma ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal que busca ressarcir os cofres públicos em R$ 12 milhões pelos mesmos fatos na obra do Porto de Luís Correia.

DELAÇÃO PREMIADA –  Uma auditoria realizada pela Casa Civil da Presidência da República apontou irregularidades na execução das obras, relativa a falhas na elaboração dos projetos, indícios de sobrepreço, falhas no reajustamento dos contratos, dentre outras irregularidades, que apontou um prejuízo de R$ 5.466.551,83 referentes a pagamento por obras não realizadas.

Durante as investigações do MPF, Anderson Castelo Branco, então engenheiro-fiscal da Secretaria de Transportes do Piauí (Setrans), realizou uma delação premiada e denunciou 12 envolvidos na fraude e ainda citou a participação de cada um.