Todos vão para as audiências das mortes de Algodões, menos o réu, que está no Canadá

reudias

PROCESSO POR HOMICÍDIO – Toda estrutura montada, dezenas de testemunhas intimadas a depor, Tribunal de Justiça e duas comarcas mobilizadas, tudo para ouvir os depoimentos das testemunhas de defesa e de acusação no processo que tramita no Superior Tribunal de Justiça e que o governador Wellington Dias é um dos réus acusado pelo Ministério Público Federal de homicídio culposo. Na tragédia da Barragem de Algodões em 2009, nove pessoas perderam a vida.

Quem vai ouvir as testemunhas será o próprio juiz auxiliar do ministro-relator, Dr. Carlos Vieira Von Adameck, que assinou o despacho marcando dia e hora que serão tomados os depoimentos. (DOCUMENTO em PDF)

GOVERNADOR NÃO É OBRIGADO A OUVIR – Os réus Wellington Dias e Lucile Moura também foram intimados, mas não são obrigados a acompanhar os depoimentos. Wellington Dias já tinha avisado (não-oficialmente), ainda em maio, que não iria acompanhar, apenas seu advogado.

O objetivo dessa fase formal do processo é ajudar a esclarecer se o governador teve culpa, ou não, no retorno das famílias para as residências, mesmo após uma decisão da Justiça determinando a desocupação da área antes da tragédia. A absolvição sumária, ou não, de Wellington Dias vai depender das análises dos depoimentos e de outras provas apontadas pela Polícia Federal junto ao CREA, UFPI, Instituto de Meteorologia e outros órgãos.

DATAS DOS DEPOIMENTOS:

18 de julho de 2017, às 10:00 horas, inquirição da testemunha de acusação MAJ QOBM José Veloso Soares (fls. 96/97), nas dependências do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí.

19 de julho de 2017, às 11:00 horas, para inquirição das demais testemunhas de acusação arroladas pelo Ministério Público Federal – Francisco Alves Domingues (fl. 447), Maria do Socorro dos Santos (fl. 292) e Maria de Fátima Pereira (fl. 116), bem como das testemunhas de defesa residentes na mesma localidade (Otacílio Caetano Machado, Arthur Correia de Araújo, Felipe dos Santos Portela e Antonio de Araújo Rodrigues ) nas dependências da Vara Única da Comarca de Cocal.

20 de julho de 2017, às 11:00 horas, para inquirição da testemunha de defesa Kleber Marques Machado nas dependências da Vara Única da Comarca de Buriti dos Lopes/PI.

Todos os depoimentos são públicos e podem ser acompanhados por qualquer pessoa.

No mesmo período dos depoimentos, Wellington Dias segue agenda oficial no Canadá, onde visita os presídios daquele país, além de outros compromissos. Na foto, o governador aparece ao lado do cônsul adjunto do Consulado Geral de Toronto, Ademar Seabra da Cruz Júnior, e pela primeira-dama Rejane Dias.

A COMITIVA – A comitiva piauiense no Canadá é formada pelo governador Wellington Dias, pelos secretários estaduais de Educação, Rejane Dias, e de Justiça, Daniel Oliveira, além do assessor de imprensa Álvaro Carneiro e dos ajudantes de ordem Ricardo Barbosa e Elton Maciel.

LEIA TAMBÉM:  STJ marcou três dias em julho para ouvir testemunhas na ação que W.Dias responde por homicídio

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s