correntecasopolicia

JORNALISTA FAZ OPOSIÇÃO EM CORRENTE-PI –  Matéria do portal GP1 informa que o ex-policial militar Edilson Barreira Sales teria tentando assassinar na última sexta-feira(06), o repórter e estudante de Direito, Cristiano Setrangni. Segundo a matéria do GP1, o ex-policial também trabalha como segurança do prefeito de Corrente, Murilo Mascarenhas Ribeiro (PP).

O fato teria acontecido no estacionamento do Mercado Público do município de Corrente e na frente de dezenas de pessoas. Cristiano Setrangni estaria fazendo duras críticas ao prefeito Murilo Mascarenhas e acredita que o caso tem motivações políticas.

O repórter denuncia ainda que com a chegada da polícia,  o agressor não foi vistoriado e nem sua arma apreendida. “Na delegacia foi constatado o tiro no meu veículo e também fiz o exame de corpo delito, mas o agressor ainda não foi preso”, completou.

CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA AQUI

SUPOSTO AGRESSOR JÁ RESPONDE POR TORTURA E AGRESSÃO – O Código do Poder apurou que o ex-policial responde processo por tortura e abuso de poder. O processo consta na consulta pública do Tribunal de Justiça do Piauí, mas está desde dezembro de 2005 esperando por uma sentença no caso. CONFIRA AQUI

VÍDEO DO POLICIAL SAINDO SEM SER REVISTADO: