oantagonistalistaodajbs

O ANTAGONISTA ESTÁ COM AS PROVAS – O Site O Antagonista teve acesso às cópias de todos os anexos complementares entregues pelos delatores da JBS no fim de agosto. O material contém planilhas, áudios e depoimentos que poderão ajudar a Procuradoria Geral da República e a Polícia Federal a comprovar os pagamentos de propinas para diversos partidos e políticos.

Nesse material, estão os documentos de corroboração da delação. Mesmo que a delação dos irmãos Bastista seja anulada pelo STF, as provas deverão ser utilizadas.

Ainda na noite desta quarta-feira(11), O ANTOGONISTA começou a divulgar partes do material. Dentre eles, o planilhão dos bilhões da JBS que seriam parte da propina paga a partidos e políticos.

OS NOMES DO PIAUÍ – As planilhas trazem datas de pagamentos e nomes de políticos e outras pessoas que seriam os operadores na campanha de 2014. No caso piauiense, os nomes e valores já tinham sido divulgados pela imprensa. A novidade são nomes de membros do diretório estadual do PT no Piauí que aparecem no documento.

R$ 100 MIL PARA O PT NO PIAUÍ – Logo na página 1 há a informação de repasse de R$ 100 mil para o diretório estadual do PT, partido do governador  Wellignton Dias.  No documento aparecem os nomes de dois membros do diretório estadual com seus telefones para contato (Francisco Milanez e Geraldo)

R$ 42,8 MILHÕES PARA CIRO E O PP – A planilha entregue por Joesley Batista contem (página 2) as datas repasses de R$ 42,8 milhões para o diretório nacional do Partido Progressista e contém o nome de Ciro Nogueira.

R$ 2,8 MILHÕES NO COMERCIAL CARVALHO – Também na página 2 contém o nome do Comercial Carvalho e o valor que teria sido repassado para Ciro Nogueira, R$ 2,8 milhões.  A planilha não informa a data desse suposto repasse.

LEIA TAMBÉM:

REVISTA ÉPOCA: Ciro recebeu dinheiro vivo da JBS no Comercial Carvalho

R$ 1 MILHÃO PARA MARCELO CASTRO – Como já foi informado pela Revista Época e outros meios de comunicação, a empresa dos irmãos Batista teria pago R$ 1 milhão para o deputado federal Marcelo Castro (PMDB), através de remessa pelo Comercial Carvalho (aparece em destaque amarelo na página 10, mas não há informação sobre datas dos repasses.

LEIA TAMBÉM:

ÉPOCA diz que Eduardo Cunha pagou R$ 1 milhão a Marcelo Castro com grana da JBS

Todos os políticos citados já negaram qualquer recebimento de Caixa 2 na campanha de 2014.  O Comercial Carvalho também já negou em outra ocasião qualquer envolvimento ou doação ilegal de campanha eleitoral.

Em breve o site O ANTAGONISTA vai divulgar mais documentos e os áudios do anexo complementar 7 que trata sobre o senador Ciro Nogueira. Os áudios acabaram provocando a prisão de Joesley Batista e Wesley Batista.

Toda essa documentação ainda está sendo analisada pela Polícia Federal, pela Procuradoria Geral da República e poderão, ou não, gerar investigações da Operação Lava Jato.

DOCUMENTO:

CONFIRA O PLANILHÃO DA JBS AQUI NA ÍNTEGRA