servi-san

“DOUTOR” ALUGOU A CASA USADA NO CRIME –  O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Sebastião Reis Júnior, negou o pedido de liminar no Habeas Corpus impetrada pela defesa de José Airton Rodrigues, um dos 15 assaltantes presos que levaram R$ 15 milhões da empresa Servi-San. A decisão do ministro Sebastião Reis foi publicada nesta segunda-feira(16).

DOCUMENTO:

DECISÃO NA ÍNTEGRA AQUI

Segundo a Polícia Civil do Piauí, José Airton, conhecido como “Dr. Airton”, por ser estudante de direito, teria alugado o caminhão baú que foi utilizado para tirar o dinheiro de Teresina e dar fuga aos criminosos. Ele também ficou com as armas e alugou a casa usada pela quadrilha.

A defesa do acusado argumentou que ele seria réu primário, teria bons antecedentes e está com 62 anos e que não se fundamenta deixá-lo preso preventivamente.

Porém , o ministro-relator do Habeas Corpus negou a liminar pra soltá-lo lembrando a gravidade do crime e a organização da quadrilha para a prática de outros crimes.

“Com essas considerações, por ora, não verifico constrangimento ilegal apto à concessão da medida de urgência”, decidiu o ministro Sebastião Reis.