cirojogoazar

DIZ QUE RECUSOU A OFERTA – O jornal Folha de São Paulo informou que o presidente nacional do PP, senador piauiense Ciro Nogueira (PI), confirmou em depoimento à Polícia Federal que um executivo da Odebrecht lhe ofereceu, em 2014, dinheiro por meio de caixa dois, no valor de R$ 5 milhões a serem pagos no exterior.

O senador disse que encarou a proposta como “mera desculpa para não realizar doação ao PP”. Segundo ele, o pagamento não se concretizou.

Nogueira foi ouvido pela PF no inquérito instaurado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) para investigar supostas propinas pagas a ele em 2010 e 2014 a pretexto de campanha eleitoral. Três ex-executivos da Odebrecht, José de Carvalho Filho, Cláudio Melo Filho e Benedicto Júnior, disseram que o senador procurou a empresa em 2014 para pedir doação e recebeu R$ 1,3 milhão não declarados.

Matéria na íntegra no SITE DA FOLHA DE SÃO PAULO.