R10

ROMBO PODE SER DE R$ 50 MILHÕES – No dia 23 de janeiro, enquanto o governador do Piauí foi dar seu apoio ao ex-presidente condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, seu secretário de Fazenda Rafael Fonteles, o camisa 10 ou R10 do time do governador, também não enfrentou a mídia para explicar como achariam uma solução para os quatro meses de salários atrasados dos empregados terceirizados.

Era Wellington Dias defendendo o #eleiçãosemlulaéfraude em São Paulo e no Rio Grande do Sul e os empregados das empresas terceirizadas se enganando no Piauí através da mensagem dada pela Sefaz no site do governo (VEJA AQUI).

LEIA AQUI A PROMESSA: 

GOVERNO REGULARIZARÁ PAGAMENTO DAS EMPRESAS TERCEIRIZADAS EM FEVEREIRO

A SEFAZ do R10 prometeu regularizar os pagamentos até o dia 05 de fevereiro. Mas, não cumpriu.

Em novembro, na TV Cidade Verde, para falar de coisas boas, o secretário disse que havia penas “pequenos atrasos”. O que não é verdade. LEIA AQUI o que Rafael R10 Falou na TV.

AS CONSEQUÊNCIAS DA MENTIRA DO GOVERNO :

GOVERNO DO PIAUÍ INICIA REPASSES PARA TERCEIRIZADOS, MAS GREVE CONTINUA

TERCEIRIZADOS PROTESTAM CONTRA ATRASO DE SALÁRISO E PARALIZAM SERVIÇOS NO PIAUÍ

O Sindicato dos Empregados Terceirizados deflagrou uma greve no final de janeiro e afirma que 70% do pessoal está parado por falta de pagamento.

Enquanto a crise só aumenta, a Secretaria de Fazenda que deveria encontrar uma solução está tentando se blindar das cobranças. Na reunião para tratar da notícia negativa, quem participou foi o superintendente do Tesouro Estadual, Emílio Júnior.

Pra piorar, agora a Sefaz emitiu uma portaria para que toda quarta-feira seja apenas “expediente interno”, o que já acontece nas “sextas-feiras”. Dois dias na semana só pra expediente interno.

W.DIAS NÃO ASSUME A CULPA – O governador Wellington Dias prefere transferir a culpa pelo caos nas gestões passadas. As empresas, que tem medo de represálias por parte do time de Wellington Dias, discordam dessa informação.  Empresários garantem que muitos tiveram que ir à Justiça para receber valores da gestão do ex-governador Zé Fiho e citam até o caso da empresa Servi-San, que acabou entrando em falência.

Empresários garantem que a maior parte do débito atualmente é da gestão do próprio Wellington Dias, mas não podem expor todos os fatos na mídia sob pena de terem que amargar as consequências e não verem os pagamentos tão cedo.

O TAMANHO DO ROMBO – Segundo informações apuradas pelo Blog Código do Poder, estima-se que o rombo dos valores atrasados que o governo petista deve para as empresas terceirizadas no Piauí seria de R$ 50 milhões.  Existe até o caso de uma única empresa que teria R$ 20 milhões a receber.

Não para por aí. Tem uma estratégia do governo para maquiar a conta.