cirotemer

PARTIDO DE ALUGUEL – O clima dentro do PP goiano, o partido mais sujo na Operação Lava Jato (mais de 30 investigados), não está nada bom. O seu deputado mais antigo por lá, Roberto Balestra, 74, anda atacando e denunciando o presidente nacional do PP, o senador piauiense Ciro Nogueira.

Segundo o deputado Balestra, Ciro entregou a direção do partido ao senador Wilder Morais (ex-DEM), um dos políticos mais ricos do país. Para o deputado, o senador Wilder é uma pessoa sem nenhum histórico com o PP. Mas, para ele, a cúpula comandada por Ciro Nogueira tem feito leilão com o partido, que hoje se resumiria a ser um partido de aluguel para conseguir ministérios, poder e dinheiro.

“Hoje o PP é um partido de alu­guel, tem uma cúpula que faz negó­cio com o partido. Quem dá mais? Eles negociam. E quem é que vai para o ministério? É fulano, beltra­no, mas é tudo entre eles”, denuncia o deputado.  LEIA MAIS