DOACAO ELEICOES 2014 MOBILE

DIZ QUE NÃO DOOU – A empresa Mobile Web, que a ex-secretária Rejane Dias contratou sem licitação para combater o bullying e a evasão escolar, faturou R$ 17,4 milhões (empenhados) nos 30 meses da gestão da deputada à frente da SEDUC.

Porém, uma inspeção do TCE encontrou diversas irregularidades e o conselheiro Luciano Nunes e o procurador do Ministério Público de Contas tem defendido que o contrato seja mantido só até o fim do ano letivo. A idéia é que a SEDUC realize licitação com o fim do contrato.

O diretor Marcos Oliveira negou que a empresa tenha feito “doação eleitoral” de R$ 28 mil para Wellington Dias em 2014 e atacou o blog que divulgou a informação e os documentos públicos do caso.

LEIA TAMBÉM:

Empresa que teve R$ 17 milhões na gestão de Rejane nega doação para W.Dias

Empresa doou R$ 28 mil pro PT de W.Dias e ganhou R$ 17,4 milhões com Rejane Dias

O procurador Márcio André deve ter tratado como receitas as despesas que aparecem na Justiça Eleitoral (foto acima). O blog divulgou o parecer na íntegra.

PROCURADOR FALOU EM DOAÇÃO DE R$ 28 MIL

As informações do TSE também revelam que, ainda na campanha eleitoral, a Mobile Web também prestou serviços para os candidatos Zé Filho (R$ 9.800,00), Wilson Martins (R$ 5.000,00), Osmar Júnior (R$ 12.000,00) e Wellington Dias (R$ 28.000,00).

DOACAO ELEICOES 2014 MOBILE