wdiasrejane

TODA A DOCUMENTAÇÃO NA ÍNTEGRA – Um dos diretores da empresa Mobile Web, detentora do projeto MobiEduca.Me, o senhor Marcos Oliveira, encaminhou e-mail para negar categoricamente doação eleitoral para a campanha de Wellington Dias em 2014. O blog tomou conhecimento, nesta terça-feira(17), de e-mail encaminhado ao Portal Folha de Batalha, que repercutiu o caso divulgado pelo Blog Código do Poder.

A empresa diz que não fez doação, mas que forneceu serviços de mensagens.

Posteriormente, foi constatado que o e-mail do Código do Poder também recebeu a mesma reclamação da empresa, mas ao contrário do e-mail encaminhado ao Portal de Batalha não confirmava que, realmente, a empresa teria feito serviços para a campanha eleitoral do governador petista. A empresa diz que não doou, mas que prestou serviços e que ganhou por isso.

Com efeito, urge registrar que em relação ao candidato citado na reportagem, a empresa MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP informa que na verdade foi FORNECEDORA de serviços de envio de SMS mediante contraprestação em pecúnia no valor total de R$ 28.000,00 (vinte e oito mil reais), com emissão da respectiva nota fiscal e posterior informação à Justiça Eleitoral, que não constatou qualquer irregularidade.”, declarou o diretor Marcos Oliveira no e-mail que será publicado aqui, na íntegra.

LEIA AQUI E ENTENDA:

Empresa doou R$ 28 mil pro PT de W.Dias e ganhou R$ 17,4 milhões com Rejane Dias

A informação da “doação” eleitoral de R$ 28 mil é pública e consta no parecer do Ministério Público de Contas (PÁGINA 24) e no voto do relator, o conselheiro Luciano Nunes (PÁGINA 28).

A documentação usada pelo blog consta integralmente numa inspeção realizada pelo Tribunal de Conas do Estado.  Mesmo assim, o diretor considera que o blog estaria servindo como Fake News pelo fato de divulgar informação que não queria que viesse a público.

Então o autor da Fake News seria o Ministério Público de Contas do Piauí?

CONFIRA A INFORMAÇÃO EM TODOS OS DOCUMENTOS:

VEJA AQUI NO PARECER do procurador Márcio André Madeira de Vasconcelos informando que o próprio MPC que encontrou os valores junto ao site do Tribunal  Superior Eleitoral.

LEIA TAMBÉM NO VOTO DO RELATOR , o conselheiro Luciano Nunes se referindo ao caso apurado pelo Ministério Público de Contas.

PROCURADOR DIZ QUE SÓCIO FOI COMISSIONADO NO GOVERNO DE W.DIAS:

Também consta no parecer do Ministério Público de Contas (além de várias outras informações) que um dos sócios da empresa ocupou cargos comissionados em outras gestões de Wellington Dias.

Confira abaixo, o trecho do parecer do procurador Márcio André:

“Além disso, um dos sócios da empresa contratada, admitido na sociedade em março de 2015 (Aditivo ao Contrato Social nº 04, fls. 61 e 62, peça 45), Sr. Antônio Marcos Oliveira Sousa , até um passado recente possuía vínculo com o Estado do Piauí, tendo exercido cargos em comissão na SEMGOV, de 2004 a 2007, e na FUNDAC, nos autos de 2012 a 2014 (documentação anexa).”

Então, vamos aos e-mails encaminhados pelo diretor Marcos Oliveira ao Portal Folha de Batalha e ao Blog Código do Poder.  Os dois e-mails com a reclamação da empresa só não tinham sido publicados na íntegra porque tomamos conhecimento somente na tarde desta terça-feira(17).

É bom, também, que a empresa reclame com o Ministério Público de Contas e com o Tribunal de Contas do Estado, as fontes oficiais das informações publicadas aqui no Blog.

De antemão, afirmamos e garantimos: tudo que é publicado aqui neste blog tem algum documento público como fonte.

POR ISSO DIVULGAMOS PARA QUEM QUISER CONSULTAR TODA A DOCUMENTAÇÃO SOBRE O CASO:

RELATÓRIO DA AUDITORIA DO TCE APÓS DEFESA DE REJANE DIAS 

PARECER DO PROCURADOR MÁRCIO ANDRÉ DEFENDENDO O FIM DO CONTRATO

VOTO DO RELATOR PELO FIM DO CONTRATO ASSINADO POR REJANE DIAS

 

E-MAIL DA EMPRESA PARA A FOLHA DE BATALHA:

Prezado editor do Blog Folha de Batalha

 

A empresa MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP, vem informar a Vossa Senhoria, acerca da matéria intitulada “Empresa doou R$ 28 mil pro PT de W.Dias e ganhou R$ 17,4 milhões com Rejane Dias” e publicada no dia  06/04/2018 no Blog https://codigodopoder.com, que os fatos ali contidos são absolutamente inverídicos e não correspondem com a realidade, trata-se de uma “fakenews”, conforme informações que podem ser extraídas do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE) do TSE através do linkhttp://inter01.tse.jus.br/spceweb.consulta.receitasdespesas2014/abrirTelaReceitasCandidato.action.

Desta maneira, ao contrário do que informou a referida reportagem, a empresa MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP jamais doou qualquer valor ou serviços a candidatos, coligações ou partidos políticos nas eleições ocorridas em 2014.

Com efeito, urge registrar que em relação ao candidato citado na reportagem, a empresa MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP informa que na verdade foi FORNECEDORA de serviços de envio de SMS mediante contraprestação em pecúnia no valor total de R$ 28.000,00 (vinte e oito mil reais), com emissão da respectiva nota fiscal e posterior informação à Justiça Eleitoral, que não constatou qualquer irregularidade.

Ademais, no que se refere ao contrato firmado entre a MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP e a Secretaria de Estado da Educação – SEED, além de não possuir qualquer relação com a prestação de serviço nas eleições de 2014, obedeceu a todas as disposições insertas na Constituição Federal e na legislação administrativa aplicável à espécie, em especial a Lei nº 8.666/93 (Lei das Licitações).

Desta maneira, em razão das informações contidas na reportagem em destaque serem manifestamente falsas, a empresa MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP solicita à Vossa Senhoria que se digne a retirar do ar, com a maior brevidade possível, a publicação em referência, sob pena de serem adotadas as medidas judiciais cabíveis.

Certos do atendimento desta solicitação, renovamos os votos de estima e consideração.

 

MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS LTDA – EPP

contato@mobimark.com.br

86 3221-4600

 

E-MAIL ENCAMINHADO AO BLOG CÓDIGO DO PODER:

POST:
Ola, boa noite. 
Meu nome é Marcos, sou um dos diretores da Mobile Web, detentora do projeto MobiEduca.Me de combate a evasão escolar. Ficamos muito decepcionados com a materia abaixo do vosso blog. Ate esse momento, não recebemos nenhum email, telefonema ou carta (desse blog), com solicitação de informações de averiguação para confirmação e ratificação das afirmações no post. Voce nos expos, afirmando que nossa empresa fez doação. Veja bem, voce afirmoum, se afirmou, tem certz 
Infelizmente, a fonte que foi utilizada colocou o blog em uma situação muito complicada, tornado o “post”, uma calúnia e difamação que compromete completamente a credibilidade do trabalho de voces. Pelo visto, blog que não teve a menor preocupação em fazer uma breve averiguação dos fatos, antes de fazer as afirmações.  
Nunca doamos para nenhum partido nem para nenhum candidato, voces se equivocaram completamente; o cnpj da nossa empresa não consta de lista de doação (do TRE/TSE) para qualquer candidato que seja! Acho que voces comenteram um grande equívoco, muito sério, que levou uma uma situação insustentável que deverá ser resolvido apenas nas vias jurídicas, afinal o jornalista do blog se apresenta tambem como advogado, logo um erro básico como esse de checagem preliminar poderia ter evitado toda problemática.  
Mais uma vez, é uma pena que o blog não tenha se dado ao trabalho de averiguar de forma antecipada aos fatos. Sou 100% a favor da liberdade de impresa, tanto que tenho uma filha se formando em jornalismo pela universidade de São Paulo (USP), mas ser agredido, vilipendiado, escrachado de uma forma pública sem antes ser consultado é absolutamente imperdoável por isso estou buscando as leis. 
Abaixo, coloco nossos contatos para quisquer informações adicionais. 
Att.
Marcos Oliveira
Diretor de inovação em Tecnologia da Educação
Projeto MobiEduca.Me