usarnasmaterias3

PROGRAMA DE PROTEÇÃO À TESTEMUNHA – De acordo com o site O ANTAGONISTA (LEIA AQUI A NOTA NO SITE), a Polícia Federal investiga o envolvimento do deputado Dudu da Fonte e do senador Ciro Nogueira (PP-PI) na tentativa de comprar o silêncio de um ex-assessor do senador que passou a colaborar em investigações da Lava Jato.

Os pagamentos eram feitos por meio do ex-deputado Márcio Junqueira (de Roraima), que teve prisão decretada.

A nota exclusiva do O ANTAGONISTA revela, ainda que o ex-assessor contou sobre entregas de dinheiro em espécie. “Ele tem colaborado em diversas investigações, uma delas decorrente da delação da Odebrecht. Por isso, foi ameaçado de morte e precisou entrar no programa de proteção a testemunhas.”, diz a a matéria do site.

Em matéria de outubro de 2016, o jornal O GLOBO divulgou matéria sobre um ex-assessor de Ciro, chamado de Fernando Mesquita de Carvalho Filho, ou “Fernandão” , que segundo investigações da Polícia Federal, seria o “homem do dinheiro. A matéria também cita o nome de outro assessor de Ciro que também teria muitas informações, o senhor José Expedito Rodrigues de Almeida.

RELEMBRE O CASO AQUI