SERVIDOR DA CÂMARA DO DF – O portal G1DF divulgou matéria da repórter Camila Bonfim (REDE GLOBO) informando que um

servidor comissionado do gabinete do deputado distrital Cristiano Araújo (PSD) afirmou à Polícia Federal, em depoimento, que repassava parte do salário recebido na Câmara Legislativa à deputada federal Iracema Portella (PP-PI).

“Segundo o homem, o repasse tinha sido acertado “desde a oferta do cargo pela deputada Iracema”. Pelo combinado, Rogério Oldacir Rodrigues Cavalheiro ficava com R$ 4 mil mensais e entregava todo o restante à parlamentar.”, informa a matéria.

COMO A POLÍCIA DESCOBRIU – O suposto repasse veio à tona durante busca e apreensão na casa do senador e presidente do Progressistas, Ciro Nogueira (PP-PI) – marido de Iracema Portella. O mandado foi cumprido em abril no âmbito da operação Metanoia, um desdobramento da Lava Jato.

Ainda de acordo com a PF, os contracheques que estavam no envelope apreendido mostravam valores líquidos de R$ 11.827,96 e R$ 3.804,15 – “como se boa parte do salário de servidor tivesse sido devolvida a terceiros, no caso, à deputada Iracema Portella”, diz a corporação.

MATÉRIA COMPLETA AQUI NO G1 DA GLOBO