notasfalsasflavionogueira

VEJA A LISTA DAS NOTAS FALSAS – Se a imprensa piauiense divulgasse como se dava a liberação de emendas parlamentares do primeiro ano da gestão de Wellington Dias e se a Polícia Civil e o Ministério Público seguissem o caminho do dinheiro que o governo petista liberou para diversas ONGs ligadas aos deputados estaduais, os cofres públicos e o bolso do cidadão piauiense não estariam sofrendo rombos como esses apontados em matéria do Portal 180graus.com.

Na matéria “Notas frias no Turismo: Flávio Nogueira terá que devolver R$ 800 mil ao erário“, o Portal 180graus divulgou informações e detalhes sobre uma auditoria contábil para apontar o tamanho do prejuízo aos cofres públicos e os reponsáveis por liberarem muita grana para ONG sem condição alguma de fazer serviços para a Secretaria Estadual de Turismo do Piauí em 2015, durante a gestão de Flávio Nogueira, agora eleito deputado federal pelo PDT.

O objeto da auditoria é um convênio assinado  pela Secretaria de Turismo do Piauí e o Instituto Cultural Arte e Esporte (ICAI). Foi muito dinheiro liberado para essa ONG ligada a deputados estaduais do Piauí, recursos das emendas parlamentares. A ONG nunca conseguiu comprovar a aplicação dos recursos, o TCE apontou o uso de notas falsas, tudo confirmado até pela Prefeitura de Teresina.

Só não conseguiram enganar os auditores do Tribunal de Contas do Piauí.

A matéria do 180graus (Coluna Bastidores, do jornalista Rômulo Rocha) informa que “a empresa que deveria, segundo o objeto do contrato, realizar o ‘Seminário Piauiense do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Região Turística do Meio-Norte, nos municípios de Teresina e Parnaíba’, apresentou notas frias para justificar os gastos”.

GOVERNO W.DIAS QUARTEIRIZOU E O DINHEIRO SUMIU

A auditoria e o Ministério Público de Contas, comprovaram que a tal ONG amiga dos deputados estaduais do Piauí não tinha a mínima condição de realizar esses serviços e o convênio foi quarteirizado, já que passou por uma segunda terceirização. Tudo ilegal, claro.

Segundo o TCE, o contrato “teve o seu objeto integralmente subestabelecido a terceiros”. “A constatação foi confirmada pelo pleno do tribunal, quando da decisão sobre a necessidade de tomada de contas especial para apurar o valor supostamente desviado e as responsabilidades”, informa matéria do 180graus.

O TAMANHO DO ROMBO E OS RESPONSÁVEIS

O Ministério Público de Contas e os técnicos do Tribunal de Contas do Estado mensuram o rombo em R$ 831.641,14. Esse valor é atualizado até o dia 11.07.2017.

Como responsáveis foram apontados o então secretário Flávio Rodrigues Nogueira; a gestora do convênio e também responsável pela fiscalização da execução do contrato, Jaqueline Coelho Mousinho; e o presidente do ICAI Jonathan Wilian Sena Monção, solidariamente às empresas Cerqueira & Soares Ltda. e AR3 Comércio e Serviços Ltda.

LEIA MAIS NO 180GRAUS (MATÉRIA COMPLETA)

FARRA DAS EMENDAS PARLAMENTARES DO PIAUÍ

Era assim que a farra com o dinheiro público acontecia  no primeiro ano da atual gestão de Wellington Dias (2015). As emendas dos deputados estaduais iam parar nas contas de ONGS de fachada, para fazerem campanhas e palestras, além de outras atividades que a própria administração poderia fazer sem contratar nenhuma entidade . Depois, como as prestações de contas começaram a dar problemas nos órgãos de controle e os volumes de recursos liberados através de emendas parlamentares estava muito altos, o governo do PT piauiense passou a liberar dinheiro das emendas dos deputados estaduais através de mais de 40 empresas de eventos, pagando vaquejadas, cachaça e festejos pelo interior do Piauí.

RELEMBRE AQUI OUTRO ESCÂNDALO: REJANE entra no rol da farra das emendas que deu grana pra ONGs desconhecidas

Tudo foi detalhado aqui no Código do Poder (VEJA as empresas que mais ganharam do governo W.Dias para fazer festas e quadrilhas).

O Ministério Público e a Polícia Civil tem conhecimento, pois são informados pelo TCE dessas divergências. Porém, nenhuma instituição seguiu a grana para descobrir onde foi parar.

PRINCIPAIS DOCUMENTOS E LISTA DE NOTAS FALSAS AQUI:

LISTA COMPLETA DAS NOTAS FALSAS NA PRESTAÇÃO DE CONTAS DA SETUR-PI

 

PARECER DO MPC APONTADO USO DE NOTAS FALSAS

 

RELATÓRIO DA AUDITORIA COM TODOS OS DETALHES