PATRICIONOE

ARRECADARAM MUITO, TIVERAM VOTAÇÃO PÍFIA – As investigações sobre candidaturas laranjas se espalham pelo país e chegaram de vez ao Estado do Piauí, para deixar inquietos muitos caciques de partidos no Estado. As suspeitas é que algumas pessoas teriam sido usadas para receber verba partidária e tiveram que comprovar muitos gastos desses recursos junto à Justiça Eleitoral, porém na hora de contabilizar os votos o resultado foi insignificante.

Atualmente, o Procurador Regional Eleitoral, Patrício Noé da Fonseca (foto), está apurando com urgência oito casos suspeitos. O Código do Poder teve acesso a um dos despachos sobre o caso.

Estão em análise as seguintes candidatas a deputada federal Soraya Coelho (PRB), Raimunda Marques (PRB), Izete Rodrigues (PSC) e Erika Oliveira (PSC). Para o cargo de deputada estadual estão na lista do Ministério Público Eleitoral as candidatas Tamires Vasconcelos (PR), Maria de Fátima (MDB), Luiza Holanda (MDB) e Maria Bernadete (MDB).

DOCUMENTO:

DESPACHO DO PROCURADOR PATRÍCIO NOÉ (.PDF)

O Jornal O GLOBO publicou matéria nesta terça-feira (26) sobre as candidatas do PRB do Piauí, Soraya Coelho e Raimunda Marques.  Juntas, elas receberam R$ 771 mil, mas obtiveram apenas 533 votos.

LEIA MAIS : 

O GLOBO: Duas candidatas do PRB no PI receberam R$ 771 mil e tiveram só 533 votos

Raimunda Marques recebeu R$ 324,2 mil para a campanha, imprimiu um milhão de santinhos (mais que o eleitorado de Teresina) e gastou R$ 40 mil em pesquisa. Mesmo assim, incrivelmente obteve só 214 votos. Será que todos esses santinhos foram mesmo distribuídos? Ainda vamos apurar isso.

Já a candidata Soraya Carvalho Santos Coelho recebeu R$ 446,9 mil; mandou confeccionar 3,9 milhões de santinhos, mais que o eleitorado de todo o Piauí, que é de 2,9 milhões de eleitores.

CANDIDATA DO PR TEVE SÓ 41 VOTOS NO PIAUÍ – A candidata desconhecida Tamires Vasconcelos, do PR (mesmo partido do deputado estadual Fábio Xavier e do deputado federal Fábio Abreu), recebeu R$ 370,7 mil para usar na campanha de deputada estadual, porém obteve 41 votos.  Interessante que ela imprimiu os santinhos na mesma gráfica do deputado estadual Fábio Xavier, que conseguiu se reeleger.

DEMAIS CANDIDATAS – A candidata Maria de Fátima recebeu R$ 60 mil, obteve apenas 85 Votos;  Luiza Holanda recebeu R$ 80 mil, obteve só 128 Votos; Maria Bernadete teve apenas 393 votos, mas recebeu R$ 63,7 mil; Izete Rodrigues, do PSC, arrecadou R$ 280 mil e obteve 616 votos nas urnas.

Até o momento, ninguém foi acusado formalmente no Piauí, o caso é tratado apenas como “suspeitas”. Todas as informações constam nas prestações de contas apresentadas à Justiça Eleitoral.

QUALQUER UM DOS CITADOS podem ficar à vontade para encaminhar qualquer esclarecimento ou darem mais informações através do e-mail: codigodopoder@gmail.com .

DONOS DOS PARTIDOS NO PIAUÍ – A investigação do Ministério Público Eleitoral deve seguir o caminho do dinheiro das campanhas e o tempo usado para gastar a grana. Já se sabe que o maior volume de gastos foi com “santinhos”. Porém, tem candidata que imprimiu mais santinhos que os próprios caciques, os donos dos partidos no Piauí e, mesmo assim, tiveram uma votação quase inexistente.

É preciso se verificar também se as gráficas contratadas tinham condições realmente de imprimir tanto santinhos em tão pouco tempo e se as candidatas conseguiram distribuir pelo menos uma parte desse material, já que algumas notas fiscais foram emitidas na véspera da eleição.

Ou seja, o caminho desse tipo de investigação é um só: seguir o dinheiro.