PREDIO JFPI

DEVOLUÇÃO DE RECURSOS – A Associação dos Contadores e Técnicos do Piauí (Ascontepi) protocolou junto à Justiça Federal em Teresina uma Ação Civil Pública por Improbidade Administrativa com pedido de ressarcimento ao Erário Público, contra o Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Piauí – CRC-PI, JOSAFAM BONFIM.

Na ação, Ascontepi alega que o presidente tem feito reiterados repasses para FUNDAÇÃO BRASILEIRA DE CONTABILIDADE-FBC, uma entidade privada responsável pela realização do 14º ENECON.

Segundo a Ascontepi,  todas as receitas provenientes das inscrições do evento, bem como as receita de patrocínios são destinadas a FBC.  Mas, as despesas de passagens aéreas e diárias dos Palestrantes estão sendo pagas pelo CRC-PI, ou seja uma Autarquia Pública Federal financiando o evento de uma entidade privada sem a realização de licitação ou qualquer outro instrumento autorizadando tais repasses.

A Ascontepi informa ainda na ação que o termo de parceria entre o CRC-PI e a FBC é de cooperação mutua entre as partes, mas o CRC-PI mesmo com toda a divulgação do evento, mobilizando todas suas redes sociais, empregados e usando toda sua estrutura para realização evento, ainda assim pagou o valor de R$ 25 mil a titulo de locação de stand, para fazer a divulgação dentro do evento.

Até o momento já foram apurados o valor de $ 45.681,78 (quarenta e cinco mil, seiscentos e oitenta e um reais, setenta e oito centavos). Repassados do CRC-PI para FBC.

“Não somos contra a realização do 14º ENECON, mas não podemos aceitar que o presidente do CRC-PI gaste o dinheiro dos profissionais da contabilidade em evento realizado por entidade privada sem atender os princípios constitucionais da moralidade e legalidade dos atos administrativos”, declarou o diretor da Ascontepi, Josias Portela.