Secretaria de Rafael Fonteles avisa aos militares que não vai discutir salários

reposicaosalarial

CRISE NAS CONTAS DA GESTÃO PETISTA – Em resposta a um pedido das associações militares, o governo do Piauí avisou, através da Secretaria Estadual de Fazenda comandada pelo empresário Rafael Fonteles, que não fará reposição salarial justificando que o Estado do Piauí “se encontra acima do limite prudencial de gastos com pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal”.

As associações de cabos e soldados e de oficiais militares pretendiam iniciar um diálogo com a equipe econômica do governo Wellington Dias. O objetivo era garantir a reposição da Inflação de 19,76%  referente aos anos de 2015, 2018 e 2019,  repondo o salário dos militares ativos, inativos e pensionistas do Estado.

Porém, conforme resposta do Superintendente de Gestão da SEFAZ, Antônio Luiz Soares SAntos, o Palácio de Karnak não quer nem iniciar essa negociação, o que deve provocar uma nova crise entre as categorias de servidores públicos. Atualmente, os professores da rede estadual de ensino estão em greve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s