STF tenta encontrar o investigado Ciro Nogueira desde fevereiro e não consegue

JÁ FOI TUDO, AGORA É BOLSONARO – O Supremo Tribunal Federal está desde o dia 19 de fevereiro tentando encontrar o senador piauiense Ciro Nogueira (Progressistas), investigado em vários inquéritos da Lava Jato. Sem sucesso para conseguir entregar uma notificação para o senador, o ministro Edson Fachin determinou no último dia 25 de maio que o investigado Ciro Nogueira seja notificado por edital.

O oficial de Justiça do STF tentou por cinco vezes encontrar o senador, mas sempre foi informado por sua assessoria que estava viajando, ou para exterior, ou para Manaus e, posteriormente, por conta da quarentena do coronavírus. As informações constam num despacho do ministro Edson Fachin do dia 05 de maio (confira abaixo).

A notificação é para que o senador apresente sua defesa no prazo de 15 dias no inquérito da Lava Jato com maior conjunto probatório apresentado pela Polícia Federal na suposta entrega de propinas da empresa Odebrecht. O inquérito 4407 é o que mais preocupa Ciro Nogueira e a deputada federal Iracema Portella.

Além de Ciro, Marcelo Odebrecht e outros, também é investigado nesse inquérito o empresário Lourival Nery, assessor de Ciro.

A Polícia Federal investigou tudo sobre as datas das entregas de dinheiro e as datas das viagens do Senador Ciro Nogueira e de seus assessores, como conversas do Skype, e e-mails das companhias aéreas.

Ao todo, quatro funcionários da empresa Transnacional, transportadora de valores, confirmaram diversas entregas feitas em imóvel alugado pelo empresário Lourival Nery Júnior no bairro de Perdizes, em São Paulo. À PF, Lourival Nery confirmou que alugou o imóvel, mas negou o recebimento de propina.

CIRO AGORA É BOLSONARO – Depois de ter sido apoiador de Lula, Dilma, votar contra Dilma no impeachment, fazer campanha para Wellington Dias e Fernando Haddad nas últimas eleições, agora Ciro Nogueira está aliado do governo Bolsonaro, como um dos líderes do Centrão.

CONFIRA (ABAIXO), ÍNTEGRA DO DESPACHO DO MINISTRO EDSON FACHIN:

INQUÉRITO 4.407 DISTRITO FEDERAL

RELATOR :MIN. EDSON FACHIN

AUTOR(A/S)(ES) :MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

PROC.(A/S)(ES) :PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA

INVEST.(A/S) :CIRO NOGUEIRA LIMA FILHO

ADV.(A/S) :ANTONIO CARLOS DE ALMEIDA CASTRO

INVEST.(A/S) :LOURIVAL FERREIRA NERY JUNIOR

INVEST.(A/S) :CLAUDIO MELO FILHO

ADV.(A/S) :RODRIGO BITTENCOURT MUDROVITSCH

ADV.(A/S) :GUILHERME NAVARRO E MELO

ADV.(A/S) :GUSTAVO TEIXEIRA GONET BRANCO

ADV.(A/S) :FELIPE FERNANDES DE CARVALHO

ADV.(A/S) :LUISA CIBREIROS DA SILVA

INVEST.(A/S) :BENEDICTO BARBOSA DA SILVA JUNIOR

INVEST.(A/S) :JOSÉ DE CARVALHO FILHO

ADV.(A/S) :RODRIGO BITTENCOURT MUDROVITSCH

ADV.(A/S) :GUILHERME NAVARRO E MELO

ADV.(A/S) :GUSTAVO TEIXEIRA GONET BRANCO

ADV.(A/S) :FELIPE FERNANDES DE CARVALHO

ADV.(A/S) :LUISA CIBREIROS DA SILVA

INVEST.(A/S) :FERNANDO MIGLIACCIO DA SILVA

ADV.(A/S) :CARLOS CHAMMAS FILHO

ADV.(A/S) :AMELIA EMY REBOUCAS IMASAKI

ADV.(A/S) :FELIPE TORRES MARCHIORI

ADV.(A/S) :ISABELLA GONÇALVES FERREIRA

INVEST.(A/S) :MARCELO BAHIA ODEBRECHT

DESPACHO: Nestes autos, determinei a notificação dos acusados Ciro Nogueira Lima Filho, Lourival Ferreira Nery Júnior, Cláudio de Melo Filho, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, José de Carvalho Filho, Fernando Migliaccio da Silva e Marcelo Bahia Odebrecht para, no prazo comum de 15 (quinze) dias, oferecerem resposta, nos termos do art. 4º da Lei 8.038/90.

Sobrevém certidão lavrada por Oficial de Justiça desta Suprema Corte atestando haver se dirigido ao domicílio funcional do investigado Ciro Nogueira, nada obstante, devolve, sem cumprimento da diligência, o respectivo mandado.

Colhe-se (fl. 752v):

No dia 19.02 às 9h30 foi-nos informado pela assessora ROSSELI que o Senador encontrava-se em missão no exterior com retorno previsto para inicio de março. No dia 03.03 às 9h a senhora Sâmia informou que o Senador ainda não retornara do exterior. No dia 04.03 a senhora Rosseli agendou a notificação para o dia 11.03, todavia, em razão de viagem urgente realizada pelo Senador para Manaus, o ato foi remarcado para o dia 18.03. No dia 18.03 a senhora Rosseli nos informou que o senador não retornaria ao DF em razão da epidemia do coronavírus, sem previsão de agendamento ainda. No dia 07 .04 confirmou-se novamente o não retorno do Senador em razão da pandemia do covid-19.

Considerando que a lei de regência exige a cientificação pessoal, determino aos advogados constituídos pelo denunciado Ciro Nogueira Lima Filho que indiquem o exato local onde deverá ser realizada essa notificação, para fins de posterior emissão da carta de ordem.

Intime-se a defesa, por publicação no Diário de Justiça Eletrônico – DJE, com o prazo de 5 (cinco) dias.

Na sequência, em expediente avulso, dê ciência à PGR acerca do teor deste despacho.

Publique-se. Intimem-se.

Brasília, 5 de maio de 2020.

Ministro EDSON FACHIN

Relator – Documento assinado digitalmente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s