Denunciada por rachadinha, Revista diz que Iracema mantinha servidora que ocupava três cargos

MATÉRIA DA REVISTA CRUSOÉ – A revista Crusoé publicou matéria (repórter Helena Mader) informando que a deputada federal Iracema Portella, do PP do Piauí, manteve em seu gabinete durante oito meses uma servidora que acumulou outros dois cargos públicos, nos governos do Piauí e do Distrito Federal. (MATÉRIA AQUI NO SITE O ANTAGONISTA)

ESQUEMA DE RACHADINHA – No início do mês, Portella já tinha sido denunciada pela Procuradoria Geral da República por participação em um suposto esquema de rachadinha. As provas, segundo a PGR, seriam valores e contracheques de um ex-servidor do gabinete do deputado distrital Cristiano Araújo (PSD). Os documentos foram encontrados na casa do senador Ciro Nogueira pela Polícia Federal.

O ex-servidor  Rogério Oldacir Rodrigues Cavalheiro também confirmou junto à Polícia Federal que repassava parte do salário para a deputada federal Iracema Portella, que nega tudo.

Agora, segundo a matéria da Crusoé, a deputada Iracema Portella nomeou a psicóloga Emanuela Dourado Rabelo Ferraz para o seu gabinete em outubro do ano passado. A servidora ficou lotada na Câmara dos Deputados até a última sexta-feira, quando foi exonerada — ganhava R$ 5,5 mil, entre funções e auxílios.

A matéria revela que, no mesmo período, Emanuela Ferraz ocupou o cargo de superintendente operacional do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do governo do DF, com remuneração de R$ 24,8 mil.

“Como se não bastasse o acúmulo ilegal dos dois cargos públicos, Emanuela também constou como servidora do governo do Piauí durante todo o período em que esteve lotada na Câmara dos Deputados. A psicóloga ocupou um cargo de assessora da representação do estado na capital federal, com vencimentos de R$ 5,6 mil”, complementa a matéria.

CASO ARIMATEIA AZEVEDO – Emanuela Ferraz é a paciente que processou o cirurgião plastico que ficou conhecido nos últimos dias em Teresina por acusar o jornalista Arimatéia Azevedo de chantagem para que um processo por erro médico não fosse publicado.

IRACEMA NÃO ATENDEU A REVISTA – A reportagem da Crusoé entrou em contato com a deputada Iracema Portella. Questionada sobre a situação da servidora, ela desligou o telefone imediatamente e não atendeu novas ligações de Crusoé. A psicóloga Emanuela Dourado foi nomeada esta semana vice-diretora do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha.

Em nota, a entidade que gere unidades de saúde da capital federal informou não ter conhecimento sobre “a possível acumulação de cargos”. “É importante salientar que Emanuela Ferraz sempre cumpriu sua carga horária de 40 horas no âmbito do Instituto de Gestão Estratégica e desempenhou todas as atribuições do cargo”, garante o instituto do Governo do Distrito Federal.

GOVERNO WELLINGTON DIAS DEU UM JEITTINHO – A assessoria de imprensa da Representação do Governo do Piauí informou que Emanuela Dourado Ferraz foi exonerada nesta quinta-feira, 18, com efeitos retroativos a partir de 1º de junho. E, se o caso não tivesse sido descoberto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s