ALEPI resolve ir atrás dos 4,9 milhões  do Piauí que sumiram no Consórcio Nordeste

FAZENDO POR OBRIGAÇÃO – Somente agora , 20 dias depois de aprovado, o governo Wellington Dias recebeu o ofício da comissão de deputados estaduais que prometeu fiscalizar os gastos da Covid-19.

Fazendo mais por obrigação, para não ficar muito feio para a Assembleia Legislativa, o ofício solicita várias comprovações dos gastos sem licitação autorizados pelo secretário de Saúde, Florentino Neto.

Agora com a cobrança em mãos, o governo vai prorrogar o máximo que puder para não informar nada. Afinal, isso é uma raridade o fato do governo Wellington Dias ser cobrado por deputados estaduais que só costumam mandar requerimentos para conceder títulos de cidadania, pedir calçamento ou verbas para carnaval e festejos.

ROMBO DO CONSÓRCIO NORDESTE – Os deputados do Piauí estão tão atrasados que só agora querem saber como o governo do Piauí mandou R$ 4,9 milhões para o Consórcio Nordeste comprar respiradores que nunca existiram no esquema que veio à tona através da Operação Ragnarok.

Enquanto isso, nas Assembleias Legislativas do Rio Grande do Norte, Bahia, Paraíba e Alagoas o deputados mais espertos já sabem que o caso pode render até impeachment.

Além disso, os deputados também querem saber como o governo Wellington Dia está distribuindo os recursos da Covid-19 pelo interior do Piauí, se o critério está sendo técnico ou político.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s