PF já sabe que a corrupção na SEDUC-PI virou um câncer

IMPOSSÍVEL ESTANCAR A SANGRIA – Se o governador Wellington Dias e sua esposa Rejane Dias não conseguem estabelecer uma estratégia de defesa convincente sobre as investigações que recaem sobre os desvios do dinheiro da Educação apontados pela Polícia Federal, imagina quando começar a chegar o tsunami com relação às novas descobertas da equipe da delegada Milena Caland.

Através do ofício acima (exclusividade do Blog Código do Poder) encaminhado pela delegada Milena Caland ao secretário de Educação, Ellen Gera, já dá para se perceber que as investigações da Polícia Federal partiram do transporte escolar e dos esquemas na SEDUC e estão se ampliando para contratos de todos os serviços de locação de veículos do governo Wellington Dias, através de contratações centralizadas na Secretaria de Administração e Previdência (SEADPREV).

O ofício é de outubro de 2019 e solicitava contratos de veículos utilitários locados pela SEDUC.

Sabem quem providenciou esse contrato ? Rejane Dias, Hélder Jacobina e Ronald Moura.

Empresa contratada?: Locar Transportes, de Luís Carlos Magno.

A partir daí, a PF pediu tudo. Agora todo o material da licitação desse pregão das locadoras está sob análise na Polícia Federal. Todas as secretarias, empresas e valores . É um trabalho ainda maior para a Polícia Federal e os efeitos dessa investigação nem foram sentidos.

Vai ser difícil, para não dizer impossível estancar a sangria. É como um câncer que já dá sinais de metástase.

Ainda no final do ano passado, Milena Caland também solicitou ao secretário Merlong Solano (Seadprev) todos os novos contratos de 2019 do transporte escolar.

É muito material. O que a PF sabe é que tudo continuava normalmente, inclusive com aprovações de contas no Tribunal de Contas do Estado do Piauí.

Para se ter uma noção do quanto é dificil estancar essa sangria é só lembrar que contratos de locação de veículos se espalharam em dezenas de secretarias e envolve os padrinhos parlamentares.

Para fechar (sem spoiler), outra grande fonte de gastos milionários na SEDUC também está na mira da Polícia Federal.

Mas uma coisa de cada vez. É preciso ter bom estômago.

Mas aqui vai uma sugestão para o nome de operação para a Polícia Federal: Topique é um nome fraco. Melhor seria “Operação Stand By Me” (Fique comigo). Com certeza no Karnak entenderão o nome.

É ver o que vai sobrar nos próximos anos. Karl Max achava que o capitalismo já trazia consigo o germe de sua própria destruição. E a corrupção ?

Por Aquiles Nairó

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s