Firmino afronta lei federal ao manter militar na Guarda Municipal de THE

O Ministério Público do Estado do Piauí, através da promotora Luísa Cynobellina A. Lacerda Andrade, está investigando o fato do prefeito de Teresina estar mantendo de maneira ilegal o tenente-coronel John Roberto Feitosa da Silva no cargo de Comandante da Guarda Municipal de Teresina.

Conforme prevê o artigo 15 da Lei Federal nº 13.022, de 8 de agosto de 2014 (Estatuto Geral das Guardas Municipais), após 04 (quatro) anos de funcionamento, a Guarda Municipal deverá ser comandada por um servidor próprio e de carreira, logo um Guarda Civil Municipal.

Desde 1º de abril de 2016, a Guarda Municipal tem sido comandada por militares. Porém, agora que a instituição completou seus quatro anos de funcionamento, a Prefeitura de Teresina deve cumprir a determinação da lei federal. Caso contrário, o prefeito Firmino Filho poderá ser responsabilizado.

Através da Notícia de Fato nº 000179-344/2020, a promotora Luísa Cynobellina já está cobrando explicações por parte da Prefeitura de Teresina com relação à possível irregularidade.

Mas, Firmino, ao invés de cumprir a lei, já acionou a Procuradoria Geral do Município para judicializar o caso e ganhar tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s